JAIME GOUVEIA

“Caminhos da tolerância e da exclusão: à descoberta do património islâmico-judaico de Leomil”

Os espaços são uma realidade construída e não uma extensão bruta e objetiva. É por isso natural que, no transcorrer dos tempos, tenham ficado vestígios das várias comunidades que os habitaram. Leomil é uma localidade particularmente rica no que respeita à diversidade da ocupação do seu território. Por se terem aí instalado, desde as épocas mais remotas, algumas minorias étnico-religiosas, como muçulmanos e judeus, persistem ainda hoje resquícios dessa presença, cuja convivência com a maioria cristã nem sempre foi
linear. Ora toleradas ora excluídas, estas comunidades foram resistindo até desaparecerem, ainda assim deixando uma importante herança cultural e patrimonial.

Nesta caminhada, os participantes poderão desfrutar dos lugares e simultaneamente viajar por uma história que nos ensina que há sempre muito mais coisas que unem do que aquelas que separam os seres humanos. Durante o percurso haverá contextualização histórica e paragem pontual nalguns locais para contemplação de vestígios da presença dessas comunidades.

Percurso: 5 km | Grau de Dificuldade: Baixo | Duração: 2 horas

Inscrições com: info@planaltofestival.pt

Um Projeto inserido no Neblina – Programa de Participação Artística e Mediação Cultural.

Jaime Gouveia é historiador e professor universitário. Presentemente, é investigador integrado do Centro de História da Sociedade e Cultura (CHSC), professor do Departamento de História, Estudos Europeus, Arqueologia e Artes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra professor do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Amazonas (Brasil). Autor de vários livros, recebeu oito prémios científicos, entre os quais o Prémio Gulbenkian da Academia Portuguesa de História em 2015.

2 de setembro
18h

Local de partida

LARGO DO PELOURINHO, LEOMIL