Um Saco e uma Pedra - Peça de Dança para Ecrã

DE TÂNIA CARVALHO

Vamos imaginar uma dança. Uma peça de dança que tomou consciência que existe. Tornou-se um ser capaz de tomar decisões por si e sobre si. Decidiu ir ao cinema. No caminho, encontrou um saco e uma pedra. Pegou neles. Talvez um dia fossem necessários. Seguiu caminho e chegou ao cinema, mas acostumada a estar do lado do palco, saltou para o ecrã.

Nesta criação, Tânia Carvalho troca o palco pelo ecrã e coreógrafa um filme com música original ao vivo do compositor e colaborador de longa data Diogo Alvim.

Fotografia © Tânia Carvalho

Ficha Técnica

ARGUMENTO E REALIZAÇÃO | Tânia Carvalho
DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA E EDIÇÃO | Christo Roussev
COMPOSIÇÃO MUSICAL | Diogo Alvim
DESENHO DE LUZ | Christo Roussev, Zeca Iglésias
CONCEITO DE FIGURINO | Tânia Carvalho
FIGURINOS | Aleksandar Protic
COM | André Santos, Leonor Hipólito, Ramiro Guerreiro, Petra Van Gompel, Bruno Senune, Luís Guerra, Bruna Carvalho, Jácome Filipe e Cláudio Vieira
BANDA SONORA GRAVADA E INTERPRETADA POR | Ana Pereira, Ana Filipa Serrão, Joana Cipriano, Hugo Paiva e Fernando Llopis Mata
PRODUÇÃO | Tânia Carvalho
COPRODUÇÃO | Centro Cultural Vila Flor, Maria Matos Teatro Municipal, Théâtre de la Ville – Paris
APOIO FINANCEIRO | Fundação Calouste Gulbenkian – Lisboa
DURAÇÃO | 50 minutos
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA | M/6

Tânia Carvalho é uma artista cuja vontade de expressão não se esgota numa única linguagem. Com uma obra densa e versátil, adota uma abordagem cada vez mais multidisciplinar, transitando entre a coreografia e a música, entre a dança e o teatro. Detentora de um universo simbólico próprio, as suas criações vagueiam pelas sombras, pela vivificação da pintura, pelo expressionismo e pela memória do cinema, pelos corpos que se transformam noutras coisas que não corpos e pela ideia de liquidificação de algo sólido.

4 de setembro
14h

Auditório Municipal Padre Bento da Guia